A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet.


A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (Advanced Research Projects Agency). Era uma rede do Departamento de Defesa norte-americano.

Ocorria nesse momento a Guerra Fria, e os cientistas tinham como objetivo criar uma rede que continuasse de pé em caso de um bombardeio.

O conceito principal da internet surgiu: "Uma rede em que todos os pontos se equivalem e não há um comando central. Assim, se B deixa de funcionar, A e C continuam se comunicando".

Lógico que a nomenclatura "Internet" foi aparecer bem mais tarde, quando a tecnologia da ARPAnet passou a ser usada para conectar universidades e laboratórios, primeiro nos EUA e depois em outros países.

O poder da WWW (World Wide Web) está na capacidade de interligar documentos a computadores distantes um dos outros. Isso é possível graças à utilização do protocolo de comunicação chamado HTTP ("HyperText Transfer Protocol") e da linguagem HTML ("HyperText Markup Language").

Breve história da InternetA Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency). Era uma rede do Departamento de Defesa norte-americano. Ocorria nesse momento a Guerra Fria, e o cientistas tinham como objetivo uma rede que continuasse de pé em caso de um bombardeio. O conceito principal da internet surgiu: "Uma rede em que todos os pontos se equivalem e não há um comando central. Assim, se B deixa de funcionar, A e C continuam se comunicando". Lógico que a nomenclatura "Internet" foi aparecer bem mais tarde, quando a tecnologia da ARPAnet passou a ser usada para conectar universidades e laboratórios, primeiro nos EUA e depois em outros países. O poder da WWW (World Wide Web) está na capacidade de interligar documentos à computadores distantes um dos outros. Isso é possível graças à utilização do protocolo de comunicação chamado HTTP ("HyperText Transfer Protocol") e da linguagem HTML ("HyperText Markup Language"). O HTML nasceu em 1991 no CERN (European Council for Nuclear Research), na suíça. Seu criador, o inglês Tim Berners-Lee, 44 anos, a concebeu unicamente como uma linguagem que serviria para interligar computadores do laboratório e outras instituições de pesquisa e exibir documentos científicos de forma simples e fácil de acessar. Um desenvolvimento fundamental aconteceu em Julho de 1992 com a liberação da biblioteca de desenvolvimento para WWW - World Wide Web (Rede de Alcance Mundial). Foi essa biblioteca que deu origem à construção de vários browsers WWW e servidores que tornaram a WEB viável. Um desses foi o Mosaic, o primeiro browser multiplataforma que explorava completamente a capacidade de hipermídia da WEB. Desenvolvido por Marc Andreeson, então do NCSA, o MOSAIC foi que iniciou o crescimento explosivo da WEB. No outono 1993 tornou-se disponível a milhões de usuários, com a liberação das versões para Mac e Windows. Se por um lado novos browsers têm superado os recursos do MOSAIC, por outro foi esse programa que tornou-se sinônimo da Web. Muitas pessoas concordam que os documentos HTML deveriam trabalhar bem através de diferentes browsers e sistemas operativos. Alcançando interoperabilidade baixa os custos para as pessoas que desenvolvem páginas porque assim apenas se desenvolve uma versão do documento. Se um esforço não for efetuado, existe um enorme risco que a web se desenvolva para um sem número de formatos incompatíveis, reduzindo, sem quaisquer duvidas, todo o potencial comercial da web para todos os participantes. Cada versão de HTML tem tentado refletir todo o consenso entre a indústria de software para que o investimento feito pelos autores de páginas não seja desperdiçado e que os seus documentos não deixem de se poder ler num curto período de tempo. O HTML tem sido desenvolvido com a visão que todos os equipamentos fossem capazes de usar a informação da Web, computadores com monitores de diversas resoluções e vários números de cores, equipamentos para input e output de voz, computadores com alta e baixa largura de freqüência e muito mais. O HTML 4.0 estende com mecanismos para style sheets (CSS), scripting, frames (janelas), embedding objects, melhor suporte para texto com direção variável (esquerda, direita, e ambos), tabelas mais visualizáveis, melhorias nos forms, melhor acessibilidade para pessoas com incapacidades. Nessa imensa biblioteca há de tudo. São mais de 1 bilhão de páginas sobre os assuntos mais variados. Tudo o que a imaginação humana pudesse conceber foi parar na rede, que se tornou uma grande arena de conhecimento e diversão. Pode apostar: depois da Internet, o mundo nunca mais vai ser o mesmo. Evolução do HTML . 1992 - Primeira aparição do HTML; . 1993 - HTML+: Algumas definições da aparência, tabelas, formulários; . 1994 - HTML 2.0: Padronização para os características principais; . 1994 - HTML 3.0: Uma extensão do HTML+ entendido como um rascunho de padrão; . 1995 - HTML 3.2: Netscape e Internet Explorer definem seus próprios padrões baseados nas implementações correntes; . 1995 - JavaScript: criada por Brendan Eich da Netscape como uma extensão do HTML para o browser Navigator v2.0. JavaScript é uma linguagem de roteiro (script) baseada em objetos e permite que sejam manipulados através de eventos dinâmicos que faltavam ao HTML; . 1996 - CSS1: Em dezembro deste ano é apresentada pela primeira vez a Folha de Estilo, criada para complementar a linguagem HTML. Possuía uma formatação simples e cerca de 60 propriedades; . 1997 - HTML 4.0: São lançados os browsers Netscape v4.0 (agosto) e Internet Explorer v4.0 (outubro) que apresentaram um conjunto de tecnologias (CSS, JavaScript/VBScript e DOM) que juntas disponibilizaram diversos recursos tornando o HTML dinâmico. Surge então o DHTML; . 1998 - CSS2: Em maio é lançado a segunda versão da Folha de Estilo que, além de incluir todas as propriedades do CSS1 ainda apresenta por volta de 70 novas propriedades; . 1999 - HTML 4.01: Alguma modificações da versão anterior; . 2000 - XHTML 1.0: É criado e consiste de uma versão XML do HTML v4.01. http://www.htmlstaff.org/ver.php?id=1161

7 Respostas para “Breve história da Internet”

Comentar

  • (não será publicado)