Os códigos de programação em 1985 eram feitos em folha de papel é o que nos mostra Jonh Graham-Cumming programador da época.


Jonh Graham-Cumming programador do ano de 1985 mostra como era a programação naquela época, segundo ele era bastante comum escrever os códigos em folhas de papel decorrente das limitações das máquinas que eles usavam antigamente.

Hoje, quando vemos os programadores de empresas como o Facebook escrevendo códigos em máquinas modernas, nós não imaginamos o quanto foi difícil para chegarmos até aqui.

Porém, a indústria da tecnologia evoluiu nas últimas décadas de forma extraordinária e rápida. A imagem abaixo mostra o resultado de configuração de uma máquina que colocava embalagens em garrafas, o algoritmo foi desenvolvido por Jonh.

código

 “Claro, escrever código assim é muito difícil. Você primeiro tinha que escrever o código (a parte azul), então transformá-lo na linguagem da máquina (a parte vermelha) e lidar com a alocação de memória para cada instrução. Naquele momento, eu não possuía uma calculadora capaz de fazer operações hexadecimais, então eu fiz a maioria das operações necessárias”, explica o programador.

Talvez, a folha de papel seja uma ferramenta que falta nas mesas dos programadores, se pesarmos a eficiência dos códigos feitos primeiramente em folha e posteriormente pesarmos os códigos feitos em computadores modernos obteremos resultados surpreendentes. O código feito em folha teve ser pensado, repensado e pensado novamente para que não houvesse absolutamente nenhum erro.

Este relato de Jonh é de causar surpresa a todos, porém devemos refletir de quão boa década vivemos, e não devemos pensar pelo trabalho que dava programar uma máquina de embalagens de 1985, mas sim nos benefícios e comodidades que podemos usufruir hoje e que Jonh com certeza mais do que todos valoriza.

Comentar

  • (não será publicado)